Globo Rural exibe quarto episódio da série sobre o Rio Paraguai, hoje 10/08

Globo Rural exibe quarto episódio da série sobre o Rio Paraguai, hoje 10/08

 

O Globo Rural deste domingo (10) dá continuidade à série de reportagens sobre o Rio Paraguai. Saindo do município de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, a equipe do programa segue de navio até o Rio Apa, onde o Paraguai deixa para trás o território brasileiro. No local, são apresentados alguns cenários da história da Guerra do Paraguai. O Forte de Coimbra, por exemplo, ficou em posse dos paraguaios por cerca de três anos durante a guerra, e agora abriga um museu lembrando o episódio.

O repórter José Hamilton Ribeiro entrevista a neta de um dos sobreviventes da retirada de Laguna, um dos episódios mais trágicos da Guerra do Paraguai. Morando em Estrela do Sul, no Triângulo Mineiro, Maria de Ávila tem agora 95 anos de idade e lembra com detalhes as histórias do avô.

A reportagem mostra também uma das grandes discussões de quem vive às margens do Rio Paraguai: a pesca na região. São 270 espécies registradas, mas esse número pode diminuir de acordo com alguns especialistas. O biólogo Thomaz Lipparelli, que já foi coordenador de recursos pesqueiros em Mato Grosso do Sul, é um dos defensores dessa tese. Para ele, o sistema atual de pescaria apresenta regras muito frouxas, que permitem a diminuição da população do rio. Hoje, ele defende um projeto de lei que proíbe a pesca no rio por cinco anos, período que seria necessário para recuperar os estoques de peixes e pensar em novas estratégias de proteção.

Para finalizar, a reportagem ainda passa pela cidade de Porto Murtinho, surgida no fim do século XIX. Hoje em dia, a principal atividade econômica do município é o turismo de pesca.

O Globo Rural vai ao ar aos domingos, logo após o programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios, e de segunda a sexta-feira, após o Telecurso

Divulgação Rede Globo

Comente via Facebook

comentário(s)

Deixe um comentário!